• Fórum Permanente das Microempresas e Empresas de Pequeno Porte do Estado do Paraná

Notícias

23/05/2018

Paraná atua para garantir bom ambiente a micro e pequenas

 “Damos total apoio ao segmento, que é fundamental para o fortalecimento da economia e o desenvolvimento paranaense, e responde por mais de 50% dos empregos formais existentes no Estado”, disse Cida.

O evento, que debate um alinhamento das estratégias nacionais e estaduais em favor das micro e pequenas empresas, é realizado pelo Sebrae e a Governo do Estado e reúne integrantes do Fórum Permanente da Micro e Pequena Empresa (Fopeme) – composto por secretarias do Governo do Estado, órgãos nacionais e municipais – e dos 18 Comitês Territoriais do Paraná.

Cida lembrou que o Paraná tem um programa de incentivos fiscais para grandes empresas (Paraná Competitivo), mas não descuida dos pequenos empreendedores. “Ao longo dos últimos oito anos, criamos uma estratégia para o desenvolvimento local e regional das micro e pequenas empresas, que resultaram em bons números para o Estado”, disse ela.

Ela citou a Fomento Paraná, as ações da Junta Comercial do Paraná e ressaltou as três novas leis, sancionadas na semana passada, que criam fundos de fomento às micro e pequenas empresas do Estado. Geridos pela Fomento Paraná, eles vão facilitar o acesso ao crédito aos quase 700 mil pequenos negócios instalados no Estado.

A Fomento Paraná também tem uma linha de crédito para micro e pequenos empreendedores. Desde 2011, a instituição já contratou quase R$ 1 bilhão em financiamentos, beneficiando 29 mil empreendimentos, em 315 municípios de todas as regiões do Estado. “É um trabalho forte que aquece ainda mais a economia local e regional”, disse Barbosa.

Para o presidente do Sebrae nacional, Guilherme Afif Domingos, criar ambientes favoráveis é fundamental para dar sustentação às micro e pequenas empresas. “Afinal, elas que estão segurando as pontas e são responsáveis pela maioria dos postos de trabalho. Esses empresários batalhadores fazem a economia girar mesmo em momento de crise”, disse ele.

MELHOR - Em 2013, o Estado foi apontado em pesquisa da Confederação Nacional da Indústria (CNI) e Sebrae como o melhor Estado para instalação e operação de pequenos negócios. O levantamento mostrou o Paraná como o único estado do Brasil com alíquota de impostos inferior ao Simples Nacional. “Isso foi fruto de um trabalho em conjunto feito pelo Governo do Estado e seus parceiros”, disse o secretário de Estado de Planejamento e Coordenação Geral, Juraci Barbosa, que também preside o Fopeme.

Entre as ações do governo estadual também estão a simplificação do processo de abertura de empresas (o Paraná é um dos estados com menor burocracia, graças a medidas adotadas pela Junta Comercial) e a implantação da RedeSim (Rede Nacional de Simplificação do Registro e Legalização de Empresas), que prevê a integração entre órgãos estaduais e municipais na abertura de novos negócios.

PRESENÇAS - Participaram da solenidade o presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae-PR, Ágide Meneguette; o diretor-superintendente do Sebrae-PR, Vitor Roberto Tioqueta, e o presidente da Fecomércio-PR e coordenador do G7, Darci Piana.

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.